24 ago 2017

Oscilações na luz, choque no chuveiro, disjuntor desarmando e vários equipamentos ligados a uma única tomada são situações comuns em grande parte das residências e sinalizam um grave problema: instalações elétricas ultrapassadas ou mal dimensionadas.

 

Alguns sinais que já está na hora de fazer uma avaliação:

 

          -Estabelecimentos com mais de dez anos que nunca passaram por uma reforma no sistema elétrico, pedem uma verificação completa, com um profissional. Este tipo de analise deve ser feita em média a cada 5 anos.
Em regiões litorâneas esta análise deve ser feita em um espaço de tempo menor, devido a fácil corrosão dos materiais.

          – Aparelhos que demonstram sinal de aquecimento quando conectados a certas tomadas indicam que existe uma sobrecarga e que a instalação pode estar inadequada para as necessidades de consumo.

          – Todas as tomadas devem ser de três pinos, já que um deles é o terra, para a proteção das pessoas contra choques elétricos. Se sua instalação não possui esta configuração é interessante programar uma reforma.
Veja a importância do terceiro pino: http://c2e.ufsc.br/o-terceiro-pino-e-sua-importancia/

          – Quadros de força não podem ser feitos de materiais inflamáveis assim como as demais partes da instalação. Se isso ocorrer, devem ser mudados.

 

          -Fusíveis tipo rolha ou cartucho são inapropriados e devem ser mudados.

         -Caixas de passagem abertas, fios desencapados apresentam risco e devem ser substituídos por disjuntores.

Instalações elétricas no geral apresentam uma limitação de uso, seja pelo desgaste natural dos componentes ou pelas mudanças dos hábitos e necessidades dos moradores, que cada vez mais aumentam a quantidade de equipamentos elétricos e a potência dos chuveiros sem verificar o estado da instalação elétrica.

 

É muito importante que as instalações elétricas sempre estejam em perfeito estado para evitar acidentes e uma conta de luz alta.